domingo, 7 de dezembro de 2008

MINISTRAÇÃO DO LOUVOR Atos 16:25-26


Um dos meios mais atacados por Satanás na Congregação é o Louvor. Satanás tem como seus principais inimigos aqueles que louvam o Senhor em Espírito e em Verdade.

O Louvor liberta os cativos (At. 16:25-26) e por meio do louvor podemos conhecer a Verdade em Cristo Jesus porque o Espírito Santo se faz presente e habita em nosso meio. Deus habita no meio dos louvores (Sl 22:3) e fomos criados para render-lhe louvor e adoração.

Portanto, todos nós somos adoradores em Cristo Jesus.

Mas, será que sabemos o que fazemos quando estamos adorando a Deus? Será que fazemos isso por impulso da carne ou realmente permitimos a manifestação do Espírito Santo em nós?

Nestas horas, devemos estabelecer alguns fatores para sabermos se somos verdadeiros adoradores.

1. Conhecemos a quem estamos adorando?
Você conhece a quem está adorando? Seria a mesma coisa de se quando você vai a uma loja sabendo o produto que você irá comprar, o vendedor da loja tenta lhe empurrar outro produto que não lhe satisfaz.. Será que não somos o vendedor e Deus o cliente? De repente você vê toda a congregação batendo palmas, levantando as mãos e jamais se perguntou o motivo de tudo isto. Aí você vai no embalo e faz a mesma coisa, mas não sente nada de diferente. Por quê? Porque você é o vendedor que ao invés de dar o produto certo, tentou empurrar outro produto.

Como sabemos se conhecemos a Deus?

Veja primeiro como anda a sua vida. Citemos uma história clássica na Biblia, a história de Jó. Jó era o homem temente a Deus, rico, que tinha muitas posses. Qual era o motivo do seu temor a Deus? Deus colocou Jó a prova (1: 1-5). Vieram as calamidades e a fonte delas
Satanás (1:6-2:10) e os consoladores (2:11-13). Diante do sofrimento de Jó, podemos dizer que na terra sempre teremos sofrimentos e teremos de confiar em Deus que nos justifica e sabe o que é melhor para nós e quando reconhecemos a sua soberania e começamos a conhecê-lo não apenas de ouvir, mas de ter uma experiência através de Cristo, nossa vida muda plenamente e tudo o que Deus nos tira ele nos dará em dobro.

Outra forma de conhecermos a Deus é através da oração e da leitura da Palavra. Quando oramos em nosso quarto todos os dias, aprenderemos a ouvir a voz de Deus. Deus sempre fala conosco, mas pode ser que o seu dia foi tão corrido que você não reserva um tempo para conversar com ele. Aprenda a separar pelo menos uma hora de seu dia para conversar com Deus e você sentirá como a sua vida terá um sentido diferente e como a unção do Espírito transbordará em você no momento da adoração.

Mas por que o justo sofre?

a. Sofremos porque sempre erramos: Rm 3:10 diz que não há justo, nem um sequer. E por quê? Porque todos nós somos pecadores (Rm. 3:9). O pecado gerado de Adão e Eva ainda está em nós. Mas, Deus enviou aquele que perdoa todo pecado: Jesus Cristo.

b. Conhecemos o Senhor através do sofrimento: (I Pe. 4:19) Você já conheceu algum irmão que não tenha passado por algum sofrimento? Tenho certeza que não. Pelo nome de Jesus somos afrontados (At. 5:41) e porque fazemos o que nos ordenou e fazemos a vontade de Deus que se agrada e quer que façamos o bem (I Pe. 3:17) passamos por sofrimentos. É no sofrimento que temos alguma experiência com Cristo. Lembra de quando você aceitou a Cristo como Senhor de sua vida? Certamente você estava passando por alguma tribulação. Acontece com todos nós. Clamamos a Deus que nos livre do sofrimento quando não temos mais a quem recorrer e Deus atende o clamor porque vê que nos arrependemos e estende a sua mão a nós. Através do sofrimento aprendemos a seguir e obedecer a Deus. Assim também aconteceu com Cristo (Hb. 5:7-8).

c. Crescemos na fé em Cristo através de nossas tribulações (Rm. 5:1-5): Devemos dar glórias a Deus de estarmos passando por tribulações porque Deus nos põe à prova para esperarmos e confiarmos nele. Portanto, sabemos que a tribulação nos traz a paciência que nos dará experiência. Experiência de sabermos conduzir as nossas vidas diante de algum problema que porventura viermos a ter novamente no futuro. Experiência nos dá esperança e certeza do amor de Deus por nós e nos foi derramado em nosso coração através do Espírito Santo que nos foi dado.

d. Não conhecemos Deus se não temos amor no coração: (I Jo. 4:8 e 16)

A Palavra diz que Deus é amor.

"1 Cor. 13" nos resume muito bem que sem amor, nada somos porque o dom supremo que Deus nos deu é o amor. Todas as obras que fazemos, devemos fazer por amor (I Cor. 16:14).

2. Temos de ser Adoradores em Espírito e em Verdade: (Jo. 4:23-24)
O Senhor está levantando seu exército de adoradores. E chama aqueles que o adorem em espírito e em verdade. Se realmente conhecemos a Deus através de Cristo, seremos seus adoradores.

O verdadeiro adorador é fiel a Deus.

a. Ser fiel como Ele é fiel: (I Cor. 10:13; II Cor. 1:18; II Tes. 3:3; I Tm. 1:12; I Jo. 1:9; Ap. 2:10): Como já foi colocado em tópicos anteriores, Deus nos coloca à prova, mas não permitirá que a tentação que venha da carne nos consuma e sim nos dará uma fuga para que sejamos sempre fiéis a Ele (1 Cor. 10:13), sempre respondendo com um sim ou não e jamais talvez (2Cor. 1:18).
Se formos fiéis a Ele, Ele nos protegerá do maligno não permitindo que Satanás nos ataque (2 Ts 3:3) porque ele não tem mais poder nenhum sobre nós e é nessa fidelidade que Ele confia a nós um ministério (1 Tm. 1:12).
Fidelidade a Deus significa também arrependimento. Devemos sempre estar dispostos a nos arrepender de nossos pecados e confessarmos a Ele para que nos perdoe e nos purifique da injustiça (1 Jo. 1:9) e pela fidelidade a Ele teremos a coroa da vida (Ap. 2:10).

b. O Adorador deve sempre estar preparado para a Batalha:(2 Cr. 20:17; Sl 140:7) O verdadeiro levita deve sempre estar preparado para a batalha contra o mau. O Senhor nos dará o livramento quando nos prostrarmos diante dele em adoração. O Senhor apenas quer que sejamos seus adoradores porque a obra ele fará.

3. O Adorador deve viver em Santidade: (2Cor. 7:1; Ef. 4:24; 1 Ts. 4:4)
Viver em santidade significa purificarmos da imundicie da carne, do pecado e purificarmos o espírito. A santidade é aperfeiçoada através do nosso temor a Deus (2Cor. 7:1). Na santidade, nos revestimos do novo homem (Ef. 4:24) e é o desejo de Deus que o adoremos e sigamos segundo a sua Palavra (1 Ts.4:1-4).

4. O verdadeiro adorador busca estar cheio do Espírito Santo:
Temos o dever de buscarmos a unção do Espírito Santo e não o fazermos no momento do louvor e Adoração. Deus só poderá nos usar quando sermos vasos cheios da unção do Espírito para que no momento do louvor e adoração, transbordemos da unção no meio da Congregação. O Louvor não fluirá e não será agradável a Deus se não estivermos cheios da unção do Espírito no momento em que ministrarmos o louvor.

5. Devemos dar o melhor a Deus (Mt. 25:14-30):
Todos os dias devemos buscar dar o melhor a Deus, nos doarmos inteiramente a Ele. Dar o melhor a Deus, significa também buscarmos os seus propósitos para a nossa vida e colocarmos nossos talentos no seu altar. Deus nos deu os talentos para que fossem usados para seu louvor. Isto significa que devemos dar a Ele o que Ele nos deu e, de preferência, não sermos negligentes buscando sempre aprimorar os nossos talentos, ou seja, dar os talentos a Ele segundo o que nos confiou.
Ele pedirá conta daquilo que fizemos com o talento que nos deu. De nada valerá a unção se limitarmos nossos talentos ou simplesmente enterrá-los.
Assim também será com a técnica que tivermos em nossos instrumentos: quanto mais técnica nós tivermos, mais unção nós teremos e mais o Senhor nos usará em sua obra.

6. Devemos permitir que o Espírito Santo nos guie (At. 4:31; Jo. 16:13):
O Espírito Santo nos dá ousadia para ministrarmos o Louvor agradável a Deus (At. 4:31), nos guia e através dele ministraremos o que por nós mesmos nunca seríamos capazes porque somos pecadores (Jo. 16:13). Eis porque devemos sempre estar cheios do Espírito Santo, por que Ele falará em nós quando permitirmos e nos levará a darmos o melhor do louvor a Deus.

Conclusão:
Podemos ver que não é fácil sermos ministros na Casa do Senhor por nós mesmos, mas pelo poder do Espírito Santo, poderemos levar o melhor a Deus.
Lembre-se sempre que o Senhor é com todo aquele que o Louva em Espírito e Verdade e que nada de mal pode nos acontecer se permitirmos que o Espírito Santo nos guie no caminho da verdade.

Klaus Eduardo Dorte www.estudosbiblicos.com

4 comentários:

Claudia disse...

Querido irmão que benção esse estudo! Amo muito louvar a Deus sinto muito a presença de Deus e do Espirito Santo quando estou louvando, porém quero aprender mais sobre louvor,e hoje seu estudo me ajudou muito.
Que Deus seja louvado na sua vida

infraestruturaturmab disse...

Sou uma mulher cheia do Espirito Santo gosto muito de honrar a Deus com louvres e oraçãoes quando eu estou louvando cinto a presença do Espirito Santo em mim peço sempre mais e mais do senhor em mim ,quero ser usa por Deus porque tudo que tenho devo a ele.

25/05/2011

Helena Almeida disse...

Como o Senhor é bom...È tudo o que eu precisava aprender creio que tem mais...Amém a paz!!!!!

Dynobroow disse...

ameeei tudo que eu precisava está aqui :) Deus é fiel