terça-feira, 9 de dezembro de 2008

ARREPENDIMENTO TRAZ BÊNÇÃOS Deuteronômio 28:15-19


Introdução
A sua vida sem o controle do Espírito Santo de Deus não vale nada. É como fogo de artifício: explode, todos observam por algum tempo, mas depois passa; você sente o cheiro de pólvora queimada, mas o que fica depois da explosão é só a lembrança do espetáculo, nada mais.

Então, você se indaga: Como pode? Eu estava tão cheio do Espírito! Deus não quer ver você assim. Ele quer você ver cheio do Espírito Santo o tempo todo e que o seu caminhar com Ele seja constante. A unção, porém, foge com o pecado. Deus não pode atuar em uma vida cheia de pecado. E a única coisa que nos afasta da comunhão com o Pai é o pecado. Longe de Deus sua vida continuará em altos e baixos. É necessário que você se arrependa. O arrependimento leva você à cruz, a amar a Jesus e aceitar tudo o que Ele já conquistou para você na cruz. O sonho de Deus é ver você andar em santidade.

Ao arrependimento Segue-se a bênção
Não pense que a desgraça é Deus quem provoca. Existe uma lei de semeadura e colheita: você colhe aquilo que planta. Os acontecimentos do mundo natural têm um paralelo no mundo espiritual. Quando alguém semeia desgraça, cultua ídolos, vai sofrer as conseqüências.

Se você, como pai ou mãe, não corrige o seu(sua) filho(a), traz para ele(a) e para a sociedade grande desgraça, pois vão colher o fruto da falta de repreensão. Quando matam aula e ficam sem punição, não fazem os deveres de casa e fica por isso mesmo, desrespeitam os professores e nada lhes acontece; quando, em casa, criam uma série de transtornos, inclusive confusão com os vizinhos, a ponto de você ficar com vergonha de sair à rua; e quando mais tarde se casam e acabam se separando porque você não lhes deu a educação e a segurança necessárias para que formassem uma família
então é necessário refletir. A Bíblia registra vários versículos dedicados aos filhos e aos pais, para que sua família e os filhos dos seus filhos sejam uma bênção.

No livro de Provérbios 19:18, Deus instrui o pai a corrigir seu filho: "Castiga a teu filho, enquanto há esperança, mas não te excedas a ponto de matá-lo." Ainda no livro de Hebreus 12: 6-7 está escrito: "... porque o Senhor corrige a quem ama e açoita a todo filho a quem quer bem." No versículo 7, Ele adverte que aquele a quem o pai não corrige é bastardo, e não filho. Mas é necessário que tanto você quanto seu filho reconheçam o seu erro e se arrependam.

Elifaz, um dos amigos de Jó, exorta-o em Jó, 5.17-18: "Bem aventurado é o homem a quem Deus disciplina; não desprezes, pois, a disciplina do Todo-Poderoso. Porque Ele faz a ferida e ele mesmo a ata; Ele fere, e as suas mãos curam."

A Bíblia é a enciclopédia para o seu bem-viver. É o estatuto para você e sua família entrarem no gozo do Senhor. Se tudo vai mal com você, a culpa não é de Deus. Deus é bom. Mas, quando você planta a desobediência, os céus se fecham sobre sua vida. Leia o que está escrito em Deuteronômio 28: 2-5: "Se ouvires a voz do Senhor, teu Deus, virão sobre ti e te alcançarão todas estas bênçãos: Bendito serás tu na cidade e bendito serás no campo. Bendito o fruto do teu ventre, e o fruto da tua terra, e o fruto dos teus animais, e a as crias das tuas vacas e das tuas ovelhas. Bendito o teu cesto e a tua amassadeira. Bendito serás ao entrares e bendito, ao saíres."

A palavra ouvir na Bíblia é sinônimo de obedecer. Obedecendo, as bênçãos correrão atrás de você e o(a) alcançarão.Você transbordará de bênçãos. Mas somente se ouvir a voz de Deus e obedecer-Lhe.

À desobediência segue-se a maldição
No livro de Deuteronômio 28:15-19, leia qual é o castigo para a desobediência:

"Será, porém, que, se não deres ouvidos à voz do Senhor, teu Deus, não cuidando em cumprir todos os seus mandamentos e os seus estatutos que, hoje, te ordeno, então, virão todas estas maldições e te alcançarão: Maldito serás na cidade maldito serás no campo. Maldito o teu cesto e a tua amassadeira.
Maldito o fruto do teu ventre, o fruto da tua terra, e as crias das vacas e das tuas ovelhas. Maldito serás ao entrares e maldito ao saíres."

No livro, continua sendo descrita as várias maldições que alcançarão você, se não obedecer às leis de Deus: confusão e ameaça em tudo que empreender, enfermidades, por causa da maldade das suas obras. Os céus sobre a sua cabeça serão de bronze, e a terra debaixo de seus pés será de ferro, árida, morta.

Observe que as bênçãos acompanham os outros e fogem de você. Suas orações não atravessam os céus, não chegam ao trono de Deus; não há resposta. Tenha cuidado com a sua vida, arrependa-se, não peque mais.

Mateus 12: 43-45 fala da estratégia de Satanás:

"...Voltarei para minha casa donde saí. E, tendo voltado, a encontra vazia, varrida e ornamentada. Então, vai e leva consigo outros sete espíritos piores do que ele, e, entrando, habitam ali: e o último estado daquele torna-se pior do que primeiro. Assim também acontecerá a esta geração perversa."

Se você leva uma vida relaxada, nada de oração e de leitura bíblica; se sua fé e sua vida são áridas; se o seu casamento está passando por uma crise; se os seus sonhos são áridos; afinal, se você resolveu viver um tempo de aridez, arrependa-se, volte-se para Deus, porque o solo árido é uma muna: atrai demônios; é o oposto do jardim. Satanás e seus demônios não conseguem conviver com o jardim.

Em Gênesis 2, relata-se que Deus só criou o homem após ter criado um jardim.
Criou o homem e formou a mulher, colocando-os em um jardim, o Jardim do Éden, não em uma muna. Deus fez tudo com abundância. No versículo 3, está escrito a respeito do pecado da desobediência, que fez com que Deus lançasse o homem fora desse jardim, para uma terra que produzia espinhos e abrolhos.

Quando você decide passar por um momento de aridez, nada em sua vida dá certo, porque a Palavra de Deus, no Salmo 1, diz que os perversos não prevalecerão no juízo, nem os pecadores na congregação dos santos. A desobediência traz maldição.

A fé em desobediência não vale nada
No Salmo 1 está escrito que o homem bem-aventurado será plantado "junto à corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha; e tudo o que ele faz será bem-sucedido." Bem-aventurado é o homem que crê no Senhor e anda nos Teus caminhos.

Filipe e Natanael são personagens do livro de João 1: 43-50. Filipe recebe o chamado de Jesus e vai ao encontro de Natanael , descrevendo a pessoa de Jesus. Natanael pergunta-lhe se de Nazaré pode sair alguma coisa boa. Filipe disse-lhe que viesse e visse com seus próprios olhos.

Quando Jesus viu Natanael, disse-lhe que antes que Filipe o chamasse já o tinha visto debaixo da figueira e que nele não havia nada de falso. Então Natanael adorou a Jesus, chamando-o de Filho de Deus, Rei de Israel.

Jesus retrucou-lhe, dizendo:
"... Porque te disse que te vi debaixo da figueira, crês? Pois maiores coisas do que esta verás. E acrescentou: Em verdade, em verdade vos digo que vereis o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do Homem" (Jo 1:50-51).

Leia o que está escrito sobre Tomé no livro de João 20:24-28:

"Ora, Tomé, um dos doze, chamado Dídimo, não estava com eles quando veio Jesus. Disseram-lhe, então, os outros discípulos: Vimos o Senhor. Mas ele respondeu: Se eu não vir nas suas mãos o sinal dos cravos, e ali não puser o dedo, e não puser a mão no seu lado, de modo algum acreditarei. Passados oito dias, estavam outra vez ali reunidos os discípulos, e Tomé com eles.
Estando as portas trancadas, veio Jesus, pôs-se no meio e disse-lhes: Paz seja convosco! E logo disse a Tomé: Põe aqui o dedo e vê as minhas mãos; chega também a mão e põe-na no meu lado; não sejas incrédulo, mas crente."

A sua fé tem de ser o suficiente para você crer antes de ver. Não como a fé de Tomé, de Natanael. Primeiramente é necessário que você veja no mundo espiritual as bênçãos que Deus tem para você e tome posse delas, num ato de fé e de obediência. Porque a obediência é de suma importância para Deus.
Significa mais do que qualquer outro dom. Vale mais do que tudo que você possa fazer. Tudo depende da obediência.

Leia agora, no livro de Hebreus 11:1-3, o que é a fé para Deus:

"Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não vêem. Pois pela fé, os antigos obtiveram bom testemunho. Pela fé entendemos que foi o universo formado pela palavra de Deus, de maneira que o visível veio a existir das coisas que não aparecem."

Abraão é chamado pai da fé porque, quando chamado, obedeceu, a fim de ir para um lugar que devia receber por herança; e partiu sem saber para onde ia...

Sobre Abraão esta escrito no livro de Gênesis 12:1-4:
"Ora disse o Senhor a Abraão: Sai da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai e vai para a terra que te mostrarei... Partiu, pois, Abraão, como lhe ordenara o Senhor...".

No livro de Êxodo 12: 14-15, está escrito sobre a fé de Moisés. Pela fé Moisés celebrou a Páscoa e o derramamento de sangue, para que o exterminador não tocasse nos primogênitos dos israelitas. Pela fé, Moisés e os israelitas
atravessaram o Mar Vermelho como por terra seca.

Abraão, Moisés, Abel, Enoque, Gideão, Davi, Samuel e outros mais, homens como você, pessoas comuns, compuseram a galeria dos vitoriosos porque creram em Deus e Lhe obedeceram. Certamente viverão a eternidade no descanso do Senhor.

A unção desaparece com a desobediência
A Bíblia nos mostra, bem no início, a história de dois homens: Sansão e José. Os dois tiveram uma vida difícil e chegaram a ser governadores, líderes. Ambos foram tentados na área sexual. José não cedeu, preferiu obedecer. Foi caluniado, preso por causa da obediência. Deus agradou-Se de José e o honrou sobremaneira. Sansão foi o oposto de José.

Leia um pouco sobre José no livro de Gênesis 39: José foi levado ao Egito, e Potifar, oficial de Faraó, comandante da guarda, comprou-o. Vendo Potifar que o Senhor era com ele, e que tudo que ele fazia o Senhor prosperava em suas mãos, colocou-o como mordomo de sua casa e lhe passou às mãos tudo que tinha. Aconteceu, depois destas coisas que a mulher de Potifar pôs os olhos em José e lhe disse: "Deita comigo." Ele porém recusou, dizendo-lhe: "Ele nenhuma coisa me vedou, senão a ti, porque és sua mulher; como, pois, cometeria eu tamanha maldade e pecaria contra Deus?"

Um dia, quando não havia ninguém em casa, ela o pegou pelas vestes e disse-lhe: "Deita comigo; ele porém deixando as vestes nas mãos dela, saiu, fugindo para fora." Ela mentiu a respeito dele. Potifar acreditou em sua esposa e lançou-o no cárcere. José, na prisão, interpreta o sonho do copeiro-chefe, e este, em três dias, foi solto, sendo-lhe restituído o cargo, como José lhe havia dito. Por indicação do copeiro-chefe, José foi levado para interpretar o sonho de Faraó e aconteceu tudo conforme José descrevera. Disse Faraó aos seus oficiais: "Acharíamos porventura homem como este, em quem há o Espírito de Deus?" Então Faraó colocou José como governador do Egito. A obediência de José transformou-se em bênção para os seus descendentes e para toda a casa de seu pai Jacó.

Leia agora sobre Sansão o que está registrado no livro de Juízes 13-16: "Havia um homem de Zorá, da linhagem de Dá, chamado Manoá, cuja mulher era estéril e não tinha filhos. Apareceu o anjo do Senhor a esta mulher e lhe disse: Eis que és estéril e nunca tiveste filho; porém conceberás e darás à luz um filho. Agora, pois, guarda-te, não bebas vinho ou bebida forte, nem comas coisa imunda. Porque eis que tu conceberás e darás a luz filho sobre cuja cabeça não passará navalha; porquanto o menino será narizeu consagrado a Deus desde o ventre de sua mãe; e ele começará a livrar a Israel do poder dos filisteus. Depois, deu a mulher à luz um filho e lhe chamou Sansão; o menino cresceu, e o Senhor o abençoou. Já moço desceu Sansão a Timna; vendo em Timna uma das filhas dos Filisteus, subiu e declarou-o a seu pai e a sua mãe e disse: Vi uma mulher em Timna, das filhas dos Filisteus; tomai-na, pois, por esposa. Seu pai e a sua mãe lhe disseram: Não há, porventura, mulher entre as filhas de teus irmãos, ou entre todo o meu povo, para que vá s tomar esposa do filisteus, daqueles incircuncisos? Disse Sansão a seu pai: Toma-me esta, porque só desta me agrado. [...] Isto vinha do Senhor, pois este procurava ocasião contra os filisteus; porquanto, naquele tempo, os filisteus dominavam sobre Israel. Desceu, pois, com seu pai e sua mãe a Timna e, chegando às vinhas de Timna, eis que um leão novo, bramando, saiu-lhe ao encontro. Então o Espírito do Senhor de tal maneira se apossou dele, que ele o rasgou-o como quem rasga um cabrito sem nada nas mãos. [...] Depois de alguns dias, voltou ele para ver o corpo do leão morto, eis que neste havia um enxame de abelhas com mel. Tomou o favo nas mãos e foi andando e comendo-o, e chegando junto de seu pai e de sua mãe deu-lhes do mel, e comeram; porém não lhes deu a saber que do corpo do leão é que o tomara."

Sansão põe fogo na seara dos filisteus, porquanto seu sogro dera a sua mulher por esposa ao seu companheiro. Sansão não quis revelar-lhe o segredo da sua força. Os filisteus queimaram a mãe e o pai de Sansão. Por vingança, Sansão feriu-os com grande carnificina; e desceu e habitou na fenda da rocha de Etã. Então 3 mil homens de Judá desceram para amarrar Sansão e entregá-lo aos filisteus. Sansão deixou-se amarrar, porém o Espírito do Senhor de tal maneira se apossou dele que as cordas que tinha nos braços se tornaram como fios de linho queimados, e suas armaduras se desfizeram das suas mãos. Achou uma queixada de jumento, ainda fresca, e tomou-a e feriu com ela mil homens.
Sansão foi a Gaza, viu ali uma prostituta e coabitou com ela. Depois disso, aconteceu que se afeiçoou a uma mulher do vale de Soreque, a qual se chamava Dalila. Então os príncipes dos filisteus lhe disseram: "Persuade-o e vê em que consiste a sua grande força e como poderíamos dominá-lo e amarrá-lo para o subjugarmos; e te daremos cada um mil e cem ciclos de prata."

Dalila conseguiu fazer com que Sansão contasse o segredo da sua força. Ela fez com que ele dormisse e cortou-lhe os cabelos. Então os filisteus vazaram-lhe os olhos e o fizeram descer a Gaza; amarraram-no com duas cadeias de bronze, e virava um moinho no cárcere.

Sansão, por um uma mulher, meretriz, destruiu a sua vida
desobedeceu ao Senhor. Ele que nascera para ser o campeão de Deus, um vitorioso, morreu junto com os filisteus. Sansão, creio eu, tinha o porte físico de qualquer rapaz da época; o que fazia diferença era o poder de Deus sobre a vida dele.
Enquanto andou em obediência, a unção do Senhor agiu em sua vida; mas quando andou por caminhos de feitiçaria, desobedeceu a Deus, foi-se o poder do Senhor sobre ele. Perdeu a visão. Fizeram dele um escravo; passava dias fazendo o trabalho de um burro: moendo. Virou palhaço, e as pessoas riam dele.

O que faz diferença em sua vida é a unção de Deus; se você perder essa unção, será igual a qualquer um que não tem Jesus como seu Salvador.
Enquanto você caminha em obediência, a bênção do Senhor será realidade. Se você perder o propósito de Deus, a liberdade não mais existirá na sua vida.
O que o Diabo quer é ver é você cair e virar motivo de chacota. Seus parentes, seus colegas de trabalho, seus vizinhos torcem para que você caia e não mais os incomodem, porque a sua vida íntegra, a sua santidade os incomoda. O que eles mais querem é ver você lá em baixo.

Quando um campeão, homem de Deus, cai em pecado, vai sobre ele como que um rastro de desgraça; ele vira motivo de chacota, de zombaria. Quantos já se levantaram em nossa terra e caíram porque perderam a visão. Desobedeceram e perderam a bênção.

Deus é bom, Ele não coloca Aids, câncer e nenhuma coisa ruim sobre sua vida.
Muitas vezes são as circunstâncias deste mundo caído e perverso que alcançam você. Deus é bom e ama você. Ele deseja transformar os seus sonhos em realidade. Ele quer encharcar a sua vida de sonhos, de esperança, de vitórias e de realizações. Cada palavra das Escrituras representa exortação e vida para você. A sua fé no Senhor tem de ser genuína.

A fé cristã não é uma religião, é um relacionamento diário com o Senhor.
Deus abomina religiosidade, sacrifícios de tolo. Ele quer apenas que você Lhe obedeça. Deus não rejeita a ninguém. Leia o que está escrito em I Samuel, 15: Samuel, por ordenança do Senhor, ungiu Saul rei e ordenou-lhe que ferisse Amaleque e destruísse tudo o que ele tinha, nada lhe poupando, porque ele se opôs a Israel no caminho, quando subia para o Egito. Veio a Palavra do Senhor a Samuel dizendo: "Arrependo-me de haver constituído Saul rei, porquanto deixou de me seguir e não exercitou as minhas Palavras." Saul mentiu a Samuel dizendo-lhe ter executado as palavras de Deus. Samuel perguntou-lhe que balidos de ovelhas e mugidos de bois eram aqueles que estava ouvindo. Saul respondeu-lhe que Ameleque os trouxera; "o povo poupou o melhor das ovelhas e dos bois para sacrificar ao Senhor, teu Deus; o resto, porém, destruímos totalmente. Samuel, porém, disse: Tem porventura o Senhor, teu Deus, tanto prazer em holocaustos e sacrifícios quanto em que se obedeça à sua Palavra? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar, e o atender, melhor do que a gordura de carneiros. Porque a rebelião é como a idolatria e culto a ídolos do lar. Visto que rejeitaste a Palavra do Senhor, Ele também te rejeitou a ti, para que não sejas rei."

Quando Saul perdeu a unção, ele se matou. Isso é possível acontecer quando se entra em desobediência. Conheci a história de um pastor que se suicidou no púlpito da igreja porque não suportou tamanha confusão na sua vida por causa da desobediência. Alguns se enforcam e morrem rapidamente; outros fazem isso lentamente. O espírito crítico começa a tomar conta da pessoa fazendo com que vá se afaste aos poucos dos cultos, das reuniões, e ela começa a perder a bênção. Porque o céu torna se de bronze sobre sua cabeça e a terra debaixo dos seus pés torna-se árida.

Deus detesta a desobediência. O que o Senhor quer de você é tão simples, para que começar a complicar? Ele quer que você Lhe obedeça. Leia o que esta escrito no Sermão do Monte, no livro de Mateus 7:22-23: "Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônio, e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci.
Apartai-vos de mim, os que praticais a iniqüidade."

Iniqüidade não é pecado grande ou pequeno, porque pecado é pecado. Pecado não tem tamanho. Para Deus, 100% de obediência é obediência, 99,9% de obediência é desobediência; não se deixe enganar, o rio de Deus não flui onde houver desobediência. O pecado faz com que o abundante rio seque, e quando o rio seca a sua alegria se vai e a terra fica árida, propícia a demônios.

Leia no livro de Mateus 7:24-27 a que Jesus compara o obediente ao desobediente: "Todo aquele que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha; e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, que não caiu, porque fora edificada sobre a rocha. [...] Todo aquele que ouve estas minhas palavras e não as praticas será comparado a um homem insensato que edificou a sua casa sobre a areia; e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, e ela desabou, sendo grande a sua ruína."

O pecado coloca você em situações perigosas. Se você está em obediência, Satanás tenta usá-lo(a); se você resiste, ele vai embora. Se você está em desobediência, o diabo vem e se alimenta de sua vida, zomba de você. Se não estiver vivendo bem com a esposa, se o seu casamento não for um jardim perfumado, os demônios vão chegar. Se a sua fé for seca, árida, crítica, ferina, pode ter certeza de que isso dá prazer ao diabo. A desobediência traz conseqüências. Você veio do pó da terra, como está descrito no livro de Gênesis 2:7. No capítulo 3, versículo 14, o Senhor amaldiçoou a serpente e condenou-a a comer o pó da terra todos os dias da sua vida, mas você não precisa ser como a serpente por toda a sua vida. Todo pecado seu é alimento para o diabo. É por isso que ele tenta você dessa maneira; ele deseja ver você sem unção, a fim de lhe servir de alimento.

Obedecer é melhor do que sacrificar
Não é o seu modo de vestir ou de falar que caracteriza você como cristão, mas sim a obediência. A obediência traz vitória. Se você é um crente obediente, você é vitorioso, é uma pessoa feliz, capaz de ensinar outras pessoas a serem obedientes e a se tornarem felizes.

Na época do nascimento de Jesus, já havia 400 anos que o último profeta se levantara. Esse período, entre o Antigo Testamento e Novo Testamento, é chamado de interbíblico. Durante quatro séculos o povo não recebeu nenhuma palavra de Deus. É por isso que nas Bíblias antigas existem quatro páginas em branco, representando esse espaço de silêncio, sem o manifestar de Deus.
Mas o povo continuou religioso, oferecendo sacrifícios, holocaustos, porém era apenas religiosidade.

Antes da vinda do Senhor Jesus ao mundo, o contexto social da época era terrível. Houve um profeta chamado Salomão, que viu 400 anos à frente. Leia Eclesiastes 4:1:

"Vi ainda todas as opressões que se fazem debaixo do sol: vi as lágrimas dos que foram oprimidos, sem que ninguém os consolasse; vi a violência na mão dos opressores, sem que ninguém consolasse os oprimidos. Pelo que tenho por mais felizes os que já morreram, mais do que os que ainda vivem."

Jesus nasceu de uma virgem, chamada Maria, que em obediência disse sim a Deus. No livro de Lucas 1:38 está escrito: "Aqui está a serva do Senhor; que cumpra em mim conforme a tua Palavra." Então, Jesus nasceu em carne. Isaías profetizou o nascimento de Jesus, o Príncipe da Paz, 700 anos antes do nascimento dEle e de seu ministério. Leia Isaías 9:6-7: "Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso conselheiro, Deus forte, Pai da eternidade, Príncipe da Paz." Em Isaías 40:10, lê-se: "Eis que o senhor Deus virá com poder, e o seu braço dominará; eis que o seu galardão está com ele, e diante dele a sua recompensa. Como pastor, apascentará o seu rebanho; entre os seus braços recolherá os cordeirinhos e os levará no seio; as que amamentam ele guiará mansamente."

Num mundo com bilhões de pessoas, Deus conhece você pelo nome. Ele sabe das situações no seu lar, no seu trabalho. Deus conhece os seus pecados, os traumas que apertam o seu coração, o que lhe causa tristeza, o que oprime você, as suas mágoas, o seu coração ferido, o que corrói a sua esperança, o que não deixa você tranqüilo, a culpa que sufoca você, não o(a) deixando dormir, o trauma que machuca o seu coração. Deus sabe de tudo; no entanto, Ele ama você e lhe fala de forma tão clara que, se você Lhe obedecer, bênçãos e prosperidade abundarão em sua vida. Mantenha os céus abertos. Não desobedeça ao Senhor, porque a desobediência traz a derrota, a morte, o céu de bronze.

Você é querido de Deus. O melhor que existe para Ele em todo universo é você. Deus é misericordioso; à medida que você vai caminhando, Ele vai trazendo a misericórdia sobre você. Talvez ninguém lhe tenha declarado amor, porém a cada manhã Ele lhe diz: "Eu amo você. Você está vivo. Eu sou o seu Senhor; dou-lhe uma segunda chance e novas oportunidades a cada dia." À medida que você vai caminhando, vai percebendo essa realidade em sua vida. A obediência é como que se você tivesse um controle remoto nas mãos: apertando a tecla da obediência, o céu se abre sobre sua cabeça; apertando a tecla da desobediência, o céu se fecha sobre sua vida.

Céu aberto vem com o arrependimento: é dar a si mesmo uma segunda chance de ver Deus atuar na sua vida, de ver o Seu poder manifestar-se sobre você.

Jesus, em seu ministério, teve 100% de obediência a Deus, e Ele era homem.
Ele padeceu como homem, foi atentado como homem, chorou como homem, contudo soube o que é obedecer. Ele tinha comunhão com o Pai, por isso Ele pôde ser oferta de sacrifício agradável a Deus por nós.

No Monte das Oliveiras, Jesus orou intensamente pedindo ao Pai que, se possível, O livrasse da terrível dor que O esperava; no entanto, que se cumprisse a vontade do Pai. Este momento de dor está registrado em Mateus 26:38-42, Marcos 14:34-36 e Lucas 22:41-44: "Ele, por sua vez se afastou, cerca de um tiro de pedra, e, de joelhos, orava, dizendo: Pai, se queres, passa de mim este cálice; contudo, não se faça a minha vontade, e sim a Tua.
[...] E, estando em agonia, orava mais intensamente. E aconteceu que o seu suor se tornou como gotas de sangue caindo sobre a terra."

Ao profeta Isaías, Deus, já o tinha revelado que Jesus Cristo viria para ser o nosso salvador. No capítulo 53:4-5, está escrito:
"Certamente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus e oprimido. Mas ele foi transpassado pela nossas transgressões e moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados".

Não existe um só pecado que Deus não odeie. Deus conhece apenas um caminho de salvação, que é a pessoa de Jesus Cristo, porque Ele se limitou, abriu mão de toda a sua onisciência, onipotência e onipresença. Quando Lhe perguntavam pela Sua volta, Ele dizia que não sabia; só o Pai é quem sabia.
Ele não fazia nada que não tivesse visto o Pai fazer. Ele não estava em todo lugar ao mesmo tempo. Jesus não desobedeceu uma vez sequer. Ele foi obediente até a morte de cruz para que eu e você pudéssemos ser livres e ter uma vida agradável e de obediência a Deus.

A obediência, como foi dito, é como se você tivesse um controle remoto: se apertar o botão da obediência, os céus se abrirão sobre você; se apertar o botão da desobediência, os céus se fecharão; e não tem coisa pior do que os céus de bronze. Jesus disse a Natanael: "Em verdade, em verdade vos digo que vereis o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do Homem."

Andando com Jesus
Natanael caminhou com Jesus, durante três anos e meio, falou com Ele, participou de ministrações, tomou refeição com Ele, viu-O abrir os olhos dos cegos, fazer coxos andarem e expulsar demônios. Jesus estava ali. Natanael estava vendo os céus abertos. Céus abertos é quando você dá a Deus a chance de agir em sua vida, de ver o manifestar da Sua unção.

Jesus exerceu seu ministério como homem e não como Deus. Como homem cheio de unção, do Espirito Santo, porque Ele se limitou para que eu e você pudéssemos ter a chance de ter o céu aberto sobre nós e segui-Lo. Como Deus seria muito difícil. Para tanto, Ele abriu mão de Sua onipotência, de Sua onipresença, de Sua onisciência. Quando Lhe perguntavam quando seria a sua volta. Ele respondia: "Eu não sei, só o Pai sabe quando voltarei." Ele deixou sua onipresença: não estava em todos os lugares ao mesmo tempo, como Deus. Da onipotência, Ele se esvaziou por mim e por você: desceu do céu para nascer e viver em carne, para servir de exemplo para quem O quiser seguir.

De onde vinha a manifestação na vida dEle? Vinha da obediência. Jesus foi tentado em todas as áreas e nenhuma vez desobedeceu.

No Getsêmani, orou ao Pai pedindo-Lhe para que se possível O livrasse da cruz, todavia que se cumprisse a vontade do Pai; não porque Ele tivesse medo da cruz. Porque Ele sabia o que ela significava: ali estaria espojando os nossos pecados e as nossas dores. E a única coisa que separa o homem de Deus é o pecado.

Está escrito em Isaías 59:1: "Eis que a mão do Senhor não está encolhida, para que não possa salvar; nem surdo o seu ouvido para não poder ouvir."

Jesus vivia em comunhão com Deus. Passava horas e noites em sua presença.

Jesus estudou, comeu, brincou como você. O que faz a diferença é a comunhão e a obediência.

Tudo na vida é uma questão de escolha. O diabo vagueia por lugares áridos. A desobediência torna o céu denso sobre nós. O maligno anda por lugares áridos, e é nesses lugares que ele começa a rosnar, porque o ambiente lhe é peculiar. Ele não consegue coexistir com a manifestação da presença de Deus, que habita nos jardins bem cuidados, regados. Se você continuar brincando com a desobediência, a aridez vai chegar.

O cenário do ministério de Jesus foi sempre num jardim. Ele orou no Getsêmani, no Monte das Oliveiras. Foi crucificado em um jardim. Foi sepultado em um jardim, e, quando ressuscitou, Maria achou que Ele era o jardineiro, porque estava no jardim. Tudo que Deus sonha e espera é que você viva em um jardim.

Jardim significa bênçãos de Deus, e bênçãos são frutos.O sonho de Deus é que você caminhe num jardim. Como Ele espera que você caminhe como Ele caminhou, que faça as obras que Ele fez, que fale como Ele falou, que tenha um coração tão cheio de compaixão como o coração dEle.

A palavra cristão significa parecido com Cristo; é por isso que Ele disse que faríamos obras maiores que as dEle se crescêssemos nEle, porque Ele ia para junto do Pai, mas nos deixaria o Consolador. No dia de Pentecostes, "estavam todos os apóstolos reunidos no mesmo lugar, conforme Jesus os tinha ordenado, de repente, veio do céu um som, como de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam assentados. Apareceram, distribuídas entre eles, línguas, como de fogo, e pousou uma sobre cada um deles. E todos ficaram cheios do Espirito Santo" (At 22:1-4). E o Espirito Santo veio, está disponível a todos que O invocarem.

O mundo seria outro mundo e o Afeganistão há muito já seria salvo pelo Senhor se os cristãos de hoje cressem mais no poder do Espírito Santo. Só o Espírito de Deus tem o poder de mudar vidas; só por intermédio do Espírito de Deus você pode realizar as obras que Jesus realizou. Ser próspero é ser cheio do poder de Deus.

Você só prosperará se tiver plantado junto ao rio de Deus. Prosperidade não é ter dinheiro; prosperidade é ausência de necessidade, é ter Deus. Quando Pedro e João subiram ao templo chamado Formos, eles não tinham prata nem ouro para dar ao homem coxo que lhes pediu esmola. A prata e o ouro não iam fazer o coxo andar. A prata e o ouro são necessários para muitas coisas, mas não resolvem tudo na vida. Pedro e João não tinham prata nem ouro, mas eram prósperos: eles tinham o poder de Deus. E foi esse poder que fez o paralítico andar. Ser próspero é ter Jesus, é ter unção na vida. Ser
próspero é viver em paz.

Quanta gente deprimida, oprimida, com a vida mergulhada em confusão, sentindo o peso de uma tonelada nas costas, cheias de prata e ouro, e sem prata e sem ouro algum. Mas basta olhar para Jesus que tudo se transforma.
Porque a Palavra diz: "Vinde a mim vós que estais cansados e oprimidos, porque Eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e achareis descanso para vossas almas."

O diabo é impotente quando você caminha em comunhão com Deus. O diabo pode ter a capacidade de fazer mal, mas ele não tem a autoridade para lhe fazer mal, a não ser que você dê autoridade a ele, pela desobediência.

O que o diabo mais detesta é oração, porque ele sabe que Deus responde àqueles que O de todo coração. Gaste tempo em oração, guerreando, fazendo com que sua alma se arrependa de toda obra infrutífera, e passe a viver junto a um jardim, junto à corrente de águas.

A vida é simples quando você toma Jesus como riqueza maior, como seu tesouro. No livro de Salmos 1:3 está escrito: "O justo é como árvore plantada junto à corrente de águas, que no devido tempo dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha; e tudo quanto ele faz será bem-sucedido". Jesus passa ser o seu pastor e nada lhe faltará. Seu testamento está escrito na Bíblia, leia-
ª

Na Palavra também está escrito: "Buscai em primeiro lugar a o reino de Deus e a Sua justiça e as demais coisas lhe serão acrescentadas." Ser-lhe-ão acrescentadas a saúde, a família convertida ao Senhor, uma vida financeira equilibrada. Você viverá em paz, viverá no jardim de Deus aqui na terra.
Você não pode viver esperando de Deus só para outra vida. Comece a viver o céu na terra. Decida ser próspero aqui, hoje e agora. Você pode, porque é Deus quem faz essa promessa.

O diabo é impotente quando você caminha em comunhão com Deus. Ele tem a capacidade de lhe fazer mal, mas não tem autoridade para fazê-lo, a não ser que você dê autoridade a ele desobedecendo ao Senhor. Se você quiser ter a vida cheia de autoridade contra as façanhas de Satanás e seus anjos, mantenha-se forte no Espírito, alimente-se da Palavra. É verdade que continuará sendo tentado, porque o objetivo dele é impedir que você chegue a Deus. Mas ele não pode atacar enquanto os céus estiverem claros, abertos sobre sua cabeça.

Passe tempo com o Senhor em oração, fale com Ele da sua desobediência, da sua falta de comunhão. Na Bíblia está escrito que Ele pede para você clamá-lo, que Ele, o Todo-Poderoso, ouvirá e atenderá o seu clamor. Você só não O escutará se não Lhe devolver um pouco do tempo que Ele lhe deu.

A cruz, sua transformação
Quando você veio para Jesus, começou um novo tempo em sua vida, na sua história. Alguns feriram, machucaram você, até mesmo aqueles que você tinha como modelo o(a) decepcionaram.Você pode até estar achando que não vale a pena prosseguir até a cruz. O inimigo achou alimento nestas brechas e alimentou-se delas. Na verdade, a cruz não é o fim para você; é o princípio.

Só por intermédio da cruz os seus pecados podem ser perdoados, e receberá autoridade para resistir às investidas do diabo. Foi por meio da cruz que todos os homens receberam o direito de adquirir o passaporte de entrada no jardim de Deus.

O que você precisa fazer é voltar ao início de tudo e ter um novo encontro com Deus. É deixar Jesus ser o Senhor da sua vida. Deixar o Espírito governar, porque sozinho é impossível governar-se. Você precisa da ajuda preciosa do Espírito Santo de Deus.

O orgulho e a vaidade são frutos da carne que corroem como a ferrugem, que impedem você de estar debaixo da mão protetora do Pai. Como o Pregador do livro de Eclesiastes escreveu, tudo é vaidade. Você precisa ter um recomeço.

É o próprio Deus quem lhe dá esta segunda chance.

Leia esta canção e faça dela uma oração:
Eu quero voltar ao início de tudo
Encontrar-me contigo, Senhor
Quero rever meus conceitos, valores.
Eu quero reconstruir.
Vou regressar ao caminho
Rever as primeiras obras.
Eu me arrependo, Senhor
Eu me arrependo, Senhor
Eu me arrependo, Senhor!
Eu quero voltar
Ao meu primeiro amor
Eu quero voltar a Deus.

Faça esta oração:
Ó Deus e Pai, eu sei que o Senhor me ama, eu sei que o Senhor tem o melhor para a minha vida. Perdoa-me, ó Deus, porque tantas vezes eu tenho Lhe desobedecido, não tenho dado ouvido à Tua palavra. Perdoa-me, Deus, porque tantas vezes eu murmurei, sendo eu mesmo o(a) culpado(a) das conseqüências da desgraça em minha vida, mas hoje quero ver os céus abertos, quero tomar posse de Tua riqueza nesta vida, quero recomeçar a obedecer-Te, quero caminhar de modo vitorioso, quero caminhar sendo em Tuas mãos o que queres que eu seja: um(a) vencedor(a).

Pai, eu Te agradeço porque o Teu amor me envolve, como um manto a Tua unção vem sobre mim, e nesta hora me aproprio da tua Palavra e tomo, Senhor, esta oportunidade para recomeçar. Escolho caminhar só em obediência, deixando para trás uma vida de altos e baixos.

Quero trazer alegria ao Teu coração, porque a partir de hoje as pessoas Te verão em minha vida. Em nome de Jesus. Amém.

Pr Márcio Valadão

Um comentário:

Clelia Soares disse...
Este comentário foi removido pelo autor.