sábado, 9 de maio de 2015

As sete marias da Bíblia

Os Judeus tem tipicamente apenas um nome, o que tem causado grandes dificuldades em distinguir entre os indivíduos com o mesmo nome no Novo Testamento. Por exemplo, o Novo Testamento registra os nomes de pelo menos sete Marias diferente. Para distinguir entre eles, os autores do Novo Testamento incluíam apelidos ou outros fatos sobre elas para identificar, tais como os locais de onde vinham (Maria Magdalena ou Maria de Magdala).

1. Quem foi Maria, mãe de Jesus?

Maria, mãe de Jesus, viveu em Nazaré, provavelmente com seus pais, quando a anunciação do nascimento de Jesus veio, embora Mateus e Lucas demonstram uma forte conexão entre ela, seu marido e Belém (Mateus 1:16-23; Lucas 2:4-7). Ela foi uma testemunha do milagre em Caná (João 2:3), porções do ministério (Mateus 12:46), a crucificação (João 19:25) e possivelmente a ressurreição de Cristo (Mateus 28:1; Marcos 16:1 e Lucas 24:10). Ela também é mencionada como estando presente durante uma reunião de discípulos após a ressurreição de Jesus (Atos 1:14). A genealogia de Maria não pode ser encontrada em nenhum lugar da Bíblia, embora em algumas traduções tendem a identificar os registros genealógicos encontrados em Lucas como sendo o de Maria (Lucas 3:23-38).

2. Quem foi Maria Madalena (Magdalena)?

Maria Madalena era da cidade de Magdala. Ela provavelmente ofereceu ajuda financeira para o ministério de Jesus como sugerido por sua habilidade de viajar livremente (Marcos 15:41; Lucas 8:1-2). Ela foi curada miraculosamente de possessão demoníaca (Lucas 8:2). Ela testemunhou a crucificação, sepultamento, sepulcro vazio e o corpo ressuscitado de Jesus (ver Mateus 27:55-56, 61; João 20:14-18). De acordo com o Evangelho de João, ela foi a primeira pessoa a ver Jesus após a ressurreição.

3. Quem foi Maria, irmã de Marta e Lazaro?

Maria, a irmã de Marta e Lazaro, foi condenada por ser discípula quando sua irmã declarou a Jesus que ela estava sobrecarregada com os afazeres domésticos (Lucas 10:41-42). Maria também ungiu os pés de Jesus com lagrimas e os secou com seus cabelos, antes do seu sepultamento, fazendo assim com que Maria fosse a primeira pessoa, exceto Jesus, a chamar a atenção abertamente para sua morte iminente (João 12:3-7).

4. Quem é Maria, a mãe de Tiago e José?

Maria, a mãe de Tiago e José, era uma discípula que seguiu Jesus desde a Galiléia (ver Mateus 27:55-56). O Evangelho de Marcos a apresenta como uma benfeitora do ministério público; ela foi também uma testemunha do sepulcro vazio (Marcos 15:40-41; Mateus 27:56). Ela é provavelmente a “outra Maria” mencionada nos registros do sepulcro vazio (Mateus 27:61). Interessante observar que Jesus tinha outros quatro irmãos, os dois mais velhos eram Tiago e José (Marcos 6:3), fazendo com que seja possível que essa Maria seja a mesma mãe de Jesus, uma conclusão sustentada por Marcos de que essa era Maria, mãe de “Tiago, o menor”, um apelido popular para o irmão mais novo de Jesus que tinha o mesmo nome (Marcos 15:40).

5. Quem era Maria, a esposa de Clopas?

Maria, a esposa de Clopas, é mencionada por nome apenas em João 19:25 como testemunha da crucificação de Jesus e é chamada de “Maria mulher de Clopas”, ou mais literalmente, “Maria de Clopas”. Alguns pensaram que ela fosse Maria, a irmã da mãe de Jesus. Entretanto, não há muitas chances de duas irmãs terem o mesmo nome. Portanto, alguns estudiosos acreditam que a referencia em João citam três pessoas, a mãe de Jesus e “e a irmã de sua mãe” e “Maria mulher de Clopas”, como sendo três pessoas diferentes.

6. Quem é Maria, a mãe de João Marcos?

Maria, a mãe de João Marcos, foi uma importante discípula que abriu seu lar para os Santos em Jerusalém, logo após a morte de Jesus (Atos 12:12.). Lucas a descreveu como uma mulher de meios (Atos 12:12-14).

7. Quem é Maria mencionada em Romanos?

Maria, mencionada em Romanos, parece não ter conexão com qualquer uma das mencionadas nos quatro Evangelhos, mas ela era uma grande bênção para as congregações em Roma. Paulo exaltou seus serviços dizendo: “Saudai a Maria, que trabalhou muito por nós” (Romanos 16:6).

Nenhum comentário: